Como atua o cérebro de uma criança brasileira com dislexia? O pesquisador do InsCer Augusto Buchweitz escreveu uma coluna sobre o assunto, publicada no site da Rede Nacional de Ciência para a Educação. Nela, o neurocientista conta como ocorreu a investigação deste transtorno de aprendizagem a partir do funcionamento do cérebro de crianças do ensino fundamental que apresentaram boa leitura e de crianças, nesta mesma faixa escolar, que apresentaram dificuldades.

Entre 5% e 17% da população mundial têm dislexia, uma perturbação da leitura causada pela dificuldade na aprendizagem da correspondência entre os símbolos gráficos e os fonemas e, por consequência, caracterizada pela leitura lenta e laboriosa. Trata-se de um transtorno do aprendizado relativamente frequente, mas que ainda está associado com muita desinformação na comunidade em geral. Para a comunidade científica, representa um desafio na ponte entre a ciência e a educação. Até hoje, por exemplo, não sabíamos como se comporta fisiologicamente o cérebro de uma pessoa com dislexia lendo em português.

Nosso artigo, publicado no periódico Developmental Neuropsychology apresenta dois estudos. Em ambos, mostramos que a área da forma visual das palavras, uma região especial no cérebro que se modifica e se adapta quando a criança aprende a ler,  não se ativa da mesma maneira na criança com dislexia em comparação com a criança da mesma faixa etária que lê normalmente. Encontramos estas evidências por meio de exames de ressonância magnética funcional, que mostram uma imagem cérebro iluminada para as áreas cerebrais com maior fluxo sanguíneo durante uma tarefa de leitura, por exemplo; ou seja, mostram as áreas mais ativadas.

Esses exames de imagem foram conduzidos em crianças, na faixa de 8 anos de idade, durante uma tarefa de leitura de palavras realizada dentro da máquina de ressonância magnética. O nosso resultado converge com a literatura internacional, ainda carente de quaisquer evidências neurobiológicas em língua portuguesa, e mesmo outras línguas que não a inglesa.

Para ler a reportagem completa, acesse:

http://inscer.pucrs.br/coluna-escrita-pelo-prof-augusto-buchweitz-explica-funcionamento-do-cerebro-em-criancas-com-dislexia/

Leave a Comment