Não é novidade que pessoas transtorno de déficit de atenção e hiperatividade(TDAH) também enfrentam dificuldades para dormir, mas até então, os dois problemas eram diagnosticados e tratados de forma separada. Agora, um estudo apresentado no domingo durante o encontro anual da Sociedade Europeia de Neuropsicofarmacologia, realizado em Paris, na França, sugere que a privação do sono pode ser, na verdade, a causa do transtorno.

Segundo, ainda, reportagem da Revista Veja:

75% das pessoas com TDAH têm um atraso de uma hora e meia na fase fisiológica do sono – sinais associados ao sono, como alterações nos níveis de melatonina e movimentos associados ao sono;

alterações da temperatura corporal associadas ao sono também são atrasadas nesses pacientes;

distúrbios do sono, como síndrome das pernas inquietas, apneia do sono e distúrbio do ritmo circadiano (dificuldade para pegar no sono) são comumente associados ao TDAH. Por sua vez, essas condições também estão associadas a alterações nos níveis dos neurotransmissores dopamina e melatonina, que podem ser causadas por problemas de sono;

pessoas com transtorno de déficit de atenção estão mais alertas a noite, característica oposta à população em geral;

muitas pessoas com o transtorno se beneficiam de tratamentos com melatonina a noite ou terapia de luz pela manhã, que ajudam a redefinir o ritmo circadiano;

estudos recentes mostraram que cerca de 70% dos adultos com TDAH apresentam hipersensibilidade à luz, característica também associada a problemas circadianos;

sono crônico tardio leva a um déficit crônico de sono, que por sua vez está associado a problemas como obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares e câncer.

Para ler a reportagem completa, acesse: 

https://veja.abril.com.br/saude/entenda-a-associacao-entre-deficit-de-atencao-e-disturbio-do-sono/

Entenda a associação entre déficit de atenção e distúrbio do sono, Revista Veja
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *