Quando você encontra uma pessoa com TDAH, provavelmente, você ouvirá a seguinte exclamação: “eu leio e minutos depois já esqueci tudo!”. Bom, lendo uma reportagem do jornal Folha de São Paulo “Déficit de atenção leva empresária a desenvolver método de aprendizado e negócio de educação”, algo me chamou a atenção: de forma intuitiva, alguém descobriu um método para memorizar aquilo que se é lido, um dos terrores de quem tem déficit de atenção. Olhem que legal:

Intuitivamente, Mariotto buscou formas de facilitar sua compreensão e memorização dos conteúdos. Começou a tirar cópias do que precisava ler e recortar e colar de diferentes maneiras para reorganizar suas ideias, colorir certas partes, destacar alguns trechos.

O método funcionou e levou ela longe. Primeiro veio a faculdade de belas-artes, depois a de Filosofia, pós-graduações em História da arte e sociologia, Mestrado em Filosofia e um doutorado, ainda em curso, em educação.

Para acessar a reportagem completa, acesse:

http://planodenegocios.blogfolha.uol.com.br/2016/10/17/deficit-de-atencao-leva-empresaria-a-desenvolver-metodo-de-aprendizado-e-negocio-de-educacao/

 

Superação: “Déficit de atenção leva empresária a desenvolver método de aprendizado e negócio de educação”, via Folha de São Paulo
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *